Um lugar repleto de belezas e cheio de mistério. O Covão dos Conchos, localizado no topo da Serra da Estrela, é um lugar que merece uma visita.

O local se diferencia de tudo o que você já deve ter visto porque trata-se de um “buraco” que recebe e escoa água de uma lagoa.

Criada pelo homem, essa solução foi concebida em 1955. Seu objetivo foi criar um túnel para sugar e levar a água da Lagoa dos Conchos para a Lagoa Comprida.



No inverno, inclusive, é possível ver o Covão dos Conchos repleto de gelo. Isso porque a Serra da Estrela é um dos locais mais frios de Portugal e, por isso, recebe neve.

Como chegar ao Covão dos Conchos



Uma caminhada de 10 km (ida e volta) é necessária para chegar a esse incrível lugar. É preciso caminhar pelo lado esquerdo da Lagoa Comprida.

Como é um pouco distante e localizado no topo da Serra da Estrela, esse local não é muito frequentado pelos turistas. Por isso mesmo, é a atração perfeita para quem está nas redondezas.

Com 4,6 metros de altura, 48 metros de comprimento e uma capacidade útil de armazenamento de 120 mil m3, o local gera energia e, além disso, impressiona pela beleza.

Há quem diga que esse “buraco” saiu da mitologia grega. Outros têm medo de olhá-lo de perto.

Independentemente da crença sobre o Covão dos Conchos, sua beleza é inegável.

Outros “buracos negros” espalhados pelo mundo



Esse tipo de construção que impressiona em Portugal existe em outros locais do mundo.

Um exemplo está na Represa Montecillo, na Califórnia (Estados Unidos) e foi construído em 1988. Sua função é esvaziar a represa quando está demasiado cheia.

Na Argentina há o Dique de San Roque, que abastece a cidade de Córdova, armazenando a água das chuvas para que ela não falte nos meses mais secos. Quando o dique chega à capacidade máxima, o buraco abre e a água passa para outro lado.

Conheça os encantos de Portugal e, se precisar de ajuda com o processo de obtenção de visto português, fale com a Horizon Portugal.

Ler mais notícias