O cinema português foi, até a década de 50, um dos mais fortes no panorama europeu. Seu nível de qualidade e visão foi um dos maiores impulsionares da arte no continente.Confira os melhores filmes portugueses de todos os tempos.

Deliciar-se com obras-primas feitas na terrinha é um prazer para quem gosta de Portugal. Por isso, vale a pena entrar em contato com os clássicos do cinema português.

Filmes portugueses

Conheça melhor o cinema da terrinha. Veja os 5 melhores filmes portugueses de todos os tempos!

A mãe é que sabe – comédia emocionante



Esse filme, de Nuno Rocha, retrata a típica família portuguesa, em uma comédia familiar que nos leva a Portugal dos anos 70, com cenários familiares.

De um simples almoço de aniversário surge uma reflexão sobre a importância que a mãe de Ana Luísa teve em sua vida, limitando seus caminhos.

Entretanto, Ana Luísa tem a chance de voltar no tempo e mudar o rumo de sua vida, em uma comédia misturada a crônica de costumes com Maria João Abreu e Dalila Carmo.

Cartas de guerra – baseado em fatos reais



Esse filme se baseia em uma história verídica, que mostra os horrores da guerra colonial portuguesa.

Como pano de fundo dessa trama são relatadas belas cartas de amor que Antônio Lobo Antunes escreveu à sua amada durante os tempos que esteve em combate.

Recrutado como médico pelo exército para servir em Angola, ele começa a escrever cartas em que descreve suas saudades e angústias.

Inspirado no livro “D’Este Viver Aqui Neste Papel Descripto: Cartas da Guerra”, esse drama é de Ivo M. Ferreira.

Pátio das cantigas – um dos mais populares filmes portugueses



Lionel Viera, seu autor, manteve o espírito de revista do filme original juntando a comédia com os jogos de diálogo.

Ao mesmo tempo, a película é adaptada aos tempos de hoje, envolvendo a temática das tecnologias.

A história se baseia em Evaristo, o lojista, e Narciso, o condutor de tuk-tuk, que lutam pelo amor de Rosa.

O crime do padre Santo Amaro – surpreendente


Essa história fala sobre um jovem padre que chega à paróquia de um bairro pobre.

Enquanto conquista a simpatia do povo, o padre também arrebata o coração da jovem Amélia.

A trama, que se baseia em desejo e amor, revela o pior de um homem que, até então, fazia o bem.

O romance é baseado no livro “O crime de Padre Amaro”, levado aos cinemas por Carlos Coelho da Silva.

Os gatos não têm vertigens


“Os gatos não têm vertigens” fala de amizade improvável, na qual duas pessoas que se julgavam perdidas na vida reencontram a alegria.

Enquanto Rosa se debatia com a angústia de perder aquele com quem viveu toda a sua vida, Jó é um jovem desamparado e com um passado difícil.

Ao abordar a temática da solidão e dos obstáculos pelos quais passamos ao longo de nossas vidas, essa obra é de António-Pedro Vasconcelos, com participação de Maria do Céu Guerra e João Jesus.


Gostou das dicas de cinema? A cultura portuguesa é rica nos mais variados aspectos.

Conheça a fundo a terrinha! Solicite sua cidadania portuguesa com a Horizon Portugal.

Ler mais notícias