Decidiu morar na terrinha e quer saber como financiar um imóvel em Portugal? Todos os bancos europeus lidam, atualmente, com estrangeiros. O financiamento imobiliário é a porta de entrada para novos clientes, então, obter crédito para não-residentes é possível, sim.

Alguns pré-requisitos básicos para brasileiros que desejam financiar um imóvel em Portugal são condições mínimas de renda e documentação.

financiar um imóvel em Portugal

Ficou interessado no financiamento de imóvel em Portugal? A gente te ajuda a entender melhor o processo!

Aprovação de crédito para financiar imóvel em Portugal



A primeira etapa para financiar um imóvel em Portugal é a aprovação do crédito. Como regra geral, a prestação não pode ultrapassar 50% dos rendimentos, descontados os impostos, outras prestações e obrigações.

O tipo de renda aceito para comprovação muda de acordo com cada banco. Alguns aceitam apenas salários ou rendimentos de profissionais liberais. Outros incluem até dividendos e juros de aplicações.

Entre a lista de documentos exigidos estão identificação pessoal (passaporte); número de identificação fiscal (NIF); três últimos comprovantes de salário; extrato de conta corrente (seis meses); última declaração de imposto de renda; comprovante profissional (contrato de trabalho, carteira profissional, contrato social, etc.) Atenção: Estas informações podem variar.

Quanto é possível financiar um imóvel em Portugal



Os bancos, em geral, não financiam mais do que 90% de um imóvel em Portugal. Um cliente não-residente pode obter de 60 a 70% de financiamento.

O prazo máximo para financiamento de um imóvel em Portugal é de 40 anos, porém, para estrangeiros, esse prazo se restringe a cerca de 30 anos. A soma do prazo do financiamento e a idade do tomador nunca pode ultrapassar de 75 a 80 anos, dependendo do banco.

Se você quiser fazer uma simulação do financiamento, é possível acessar os sites de alguns bancos. Eles disponibilizam o serviço gratuitamente.

Alguns deles são Caixa Geral de Depósitos; Crédito Agrícola; Banco BPI; Banco CTT; Millennium BCP; Novo Banco; Santander Totta e UCI.

Atualmente, a modalidade mais popular de financiamento de imóvel em Portugal é a de prestação variável. Ela é composta por uma taxa de juros, também conhecida como spread, e um indexador, a Euribor (custo do empréstimo entre os bancos europeus – similar ao CDI brasileiro).

Os financiamentos com taxas de juros fixas, por outro lado, sempre resultarão em uma mesma prestação do início ao fim.

Como transferir capital para financiar imóvel em Portugal



As transferências de recursos para exterior devem ser realizados por meio de corretoras de câmbio. Os custos associados envolvem o imposto sobre operações financeiras (IOF), taxas de remessa e o spread.

É possível, ainda, realizar a aquisição e financiamento de um imóvel em Portugal com uma empresa de sua propriedade. Isso significa uma taxa tributária menor para envio de dinheiro do Brasil. Entretanto, há taxas de juros maiores, além de prazos e percentuais financiados menores.


Gostou das dicas? Quem sabe não é hora de investir em um imóvel em Portugal?

Se precisar de ajuda, fale com a Horizon Portugal.

Ler mais notícias