Uma nova medida implementada pelo Ministério de Administração Interna de Portugal simplifica o processo de recenseamento eleitoral português. E essa ação beneficia diretamente os novos cidadãos portugueses.

Agora, todos que emitirem o cartão de cidadão e passaporte no Consulado de Portugal após o processo de obtenção de cidadania terão direito ao recenseamento automático.

Para fins eleitorais, os novos cidadãos ficam cadastrados na repartição consular portuguesa na qual requereram a emissão do cartão de cidadão. Assim, quando houver eleição para presidente em Portugal, poderão votar no Consulado.



Embora o voto não seja obrigatório, é importante que cidadãos portugueses acompanhem a política do país e exerçam seu direito de votar.

O que é recenseamento eleitoral e como funciona?



Recenseamento eleitoral é o ato de cadastrar cidadãos portugueses (por nascimento ou atribuição) que vivem fora de Portugal. Com isso, eles podem votar tanto nas eleições presidenciais portuguesas (no Consulado) quanto nas eleições legislativas (via correio).

O cidadão português que reside no Brasil pode votar nas eleições do país, além do pleito no Parlamento Europeu, que influencia as decisões da União Europeia.

Para votar no Consulado, basta levar um documento com foto na data designada. No caso da votação pelo correio, é preciso preencher a cédula de voto de acordo com as instruções e despachar o envelope gratuitamente para Portugal.

Precisa de auxílio para obter sua cidadania portuguesa? Temos advogados habilitados no país e vasta atuação nessa área para te ajudar a obter a documentação portuguesa com o máximo de segurança e agilidade.

Ler mais notícias