A lei portuguesa autoriza a transmissão da nacionalidade pela comprovação do vínculo sanguíneo. Assim, via de regra, o bisneto do cidadão português originário tem direito à nacionalidade também.



Entretanto, é necessário observar que a nacionalidade deverá ser requerida, primeiramente, a cada um dos descendentes da linha direta, ou seja, ao avô, ao neto e, então, ao bisneto.

O caminho indicado quando todos estão vivos é a transmissão da nacionalidade de geração para geração. Assim, a única prova necessária é a comprovação da filiação, legalmente estabelecida, de acordo com as leis portuguesas.

Se o filho do cidadão português for falecido, o processo segue outra diretriz. É fundamental que seja requerida a nacionalidade primeiramente comprovando vínculos efetivos com Portugal.

Então, uma vez concedida a nacionalidade para o neto, o bisneto poderá solicitar a cidadania.

É bisneto de português e quer solicitar a cidadania portuguesa? Conte com a assessoria completa da Horizon Portugal.

Ler mais notícias