O mercado de startups brasileiro só cresce. Os resultados de diversas iniciativas aponta que existe a possibilidade de algumas empresas brigarem no mercado internacional. E Portugal desponta como um desses destinos.

 

Prova disso foi o Startout Brasil, evento que reuniu startups – 15 delas brasileiras – para um treinamento de pitches, avaliações e feedbacks. Visitas a laboratórios e incubadoras locais e encontros com investidores portugueses também estiveram na pauta.

 

 

Startups nas áreas de logística, otimização industrial, inteligência artificial, educação e segurança da informação participaram do evento. Entre os participantes, o destaque foi a percepção de que os portugueses estão abertos aos negócios.

 

Como internacionalizar uma empresa em Portugal?

 

Há algumas etapas de internacionalização pelas quais as empresas devem passar. Primeiramente, é fundamental planejar a missão de imersão e, depois, encontrar parceiros de negócios, contadores, advogados e empresas de logística.

 

Quem deseja levar a empresa a Portugal, geralmente destaca a facilidade de acesso ao mercado local, ao talento e ao financiamento. A cidade mais procurada para isso é Lisboa, mas há oportunidades em outros locais.

 

Como o Brasil representa mais de 50% do Mercosul, os acordos entre o país e Portugal têm se tornado cada vez mais recorrentes.

 

Recentemente, a maior empresa de Portugal, a EDP, lançou um programa de aceleração buscando startups brasileiras para recrutar. O objetivo era gerar novas ideias relacionadas a energia limpa, eficiência energética, mobilidade elétrica, digitalização, serviços de apoio ao cliente e internet das coisas.

 

Como funciona o visto para empreendedor em Portugal?

 

Um empreendedor que levar seu negócio a Portugal pode ter acesso a um visto de residência no país.

 

A iniciativa, denominada “Startup Visa”, é parte de ações do Ministério da Economia português para atrair empreendedores, investimento, talento e capacidade de inovação.

 

Para ter acesso a esse visto é necessário que a startup apresente “alto grau de inovação, escalabilidade do negócio e potencial de mercado, bem como capacidade da equipe de gestão, potencial de criação de emprego qualificado em Portugal e relevância do requerente na equipe”.

 

Pensa em levar sua startup para Portugal? Fale com os especialistas da Horizon, acesse www.horizonportugal.com.br.

 

Ler mais notícias