Mais tradicional vinho de Portugal, o vinho do Porto, produzido na região do Douro, é conhecido em todo o mundo! Entretanto, é comum que muitas pessoas ainda não entendam bem a melhor forma de degustar a bebida e com o que ela combina.

Mais doce que os demais vinhos, o vinho do Porto surgiu “por acaso” por volta de 1820, quando era exportado para a Inglaterra. Sua doçura caiu no gosto do consumidor e os vinhos se tornaram cada vez mais famosos.

Adega Vinho do Porto

Quais são os tipos de vinho do Porto e como tomá-los



Os principais estilos de Porto que existem são Tawny, Ruby, Vintage, Reserva e Branco.

Copo Vinho do Porto

A seguir, falamos brevemente sobre eles e como harmonizá-los.

Ruby – perfeito para sobremesas

Esse é o mais simples dentre os Portos tintos. Geralmente, é feito a partir de misturas de safras diferentes – alguns envelhecidos em carvalho por dois anos, outros por três.

Seus sabores frutados, principalmente de frutas vermelhas silvestres, caracterizam a bebida como excelente harmonizadora com bolos, chocolates e tortas.

Tawny – aperitivo gelado e saboroso

Com coloração mais clara, o Porto Tawny é feito a partir de blens. Mais simples do que os envelhecidos, ele é mais leve. Em geral, é servido gelado e degustado como apetitivo antes das refeições.

Os mais envelhecidos, por outro lado, têm notas de castanhas, açúcar queimado e baunilha. Sua coloração também é mais escura e ele harmoniza perfeitamente com queijos semiduros, como o parmesão.

Reserva – mais raros vinhos do Porto

O vinho do Porto passa a ser considerado Reserva quando é envelhecido. Essa nomenclatura lhe é dada quando o vinho estilo Tawny envelhece no barril por mais de sete anos.

Mais raros entre os vinhos do Porto, os Reserva somam menos de 1% da produção.

Vintage – produção nas melhores vinícolas portuguesas

Produzidos nos melhores anos e nas melhores vinícolas, os vinhos do Porto Vintage representam de 2 a 3% do total produzido da bebida.

Eles são envelhecidos por dois anos em barril e, depois, na própria garrafa, onde permanecem por, pelo menos, uma década. Ali, ganham refinamento, sendo mais indicados para decantar.

Branco – para servir gelado e acompanhado

Engana-se quem acredita que vinho do Porto é apenas tinto. A variante branca utiliza uvas Códega, Gouveio, Malvasia Fina, Rabigato e Viosinho.

Esses, em geral, são vinhos mais simples, envelhecidos em tanques, engarrafados e vendidos em seguida. Não são bebidos como aperitivo. Por isso, em geral, recomenda-se que sejam tomados gelados com um pouco de limão ou até mesmo refrigerante.


O vinho do Porto é delicioso e um dos patrimônios de Portugal.

Solicite a sua cidadania portuguesa e desfrute dos prazeres da terrinha com a Horizon Portugal. Estamos à diposição para te assessorar no que for preciso!

Ler mais notícias